A besta nu coraçãu dus homens

A farinha é boa, pelotuda, grossa, mata a fomi cuma culher só.

É o qui sobrou depois qui us rebeldis vierum e abrirum fogo na genti toda qui era feliz dimais aqui na miséria e na falta di água e na sobra de sol. Agora a genti si encolhi nessi galpãu, qui é um galpãu qui por fora pareci detonadu e abandonadu, e qui no passadu foi o fundu da venda du velhu Mukeke e lembru qui eli dava uns pedaçu di biscoitu quandu tava amolecendu e eu misturava issu cu água e fazia uma sopa e tomava sentadu na pedra nu topu du morru du corcunda cus mulequi falandu das minina e principalmenti da Kumpari qui era toda jeitosinha e tinha us dentinhu bem piquenus e um risu piquenu e um coraçãu grandi pra todus us mininus da vila menus a genti qui ainda era muitu piquenu.

Kumpari si acabou mas si acabou diferenti da minha mãe e du meu pai, foi levada pru ladu di lá da praça juntu cas outras mininas jeitosas e si sobreviveu foi toda esgarçada na traseira dum jipi até morrer di tantu perder sangui ou di disgosto nalguma vila dipois da nossa. Mãe gritou cu Juriparo nu braçu quandu deitaram a porta cu pé, convencendu até Deus cu tantu di saliva e choru e ranhu qui se misturou na cara dela di uma hora pra outra mas sem convincer o guri qui abriu fogu na cabecinha du Juriparo e antis qui o corpinhu deli caíssi na terra cu minha mãe pur cima pra proteger eli até na morti meu pai qui reclamava di dor nu braçu mi jogou pelu buracu da janela nu matu ondi comecei a correr correr correr até trombar cu Kanica e a genti si esconder num buracu pertu du morru du corcunda.

Dipois qui anoiteceu e a genti não ouviu mais barulhu de tiru e explosãu a genti desceu e foi pru meiu da praça e lá tinha uma purçãu de corpu caídu e mais genti ainda caída pur cima dus corpus inaugurandu um riu nessa terra seca qui perigava crescer em fúria i carregar todu mundu qui morreu até algum pontu estreitu e barrar a passagem e fazer Deus enfiar o dedu nariz adentru e cutucar aqueli monti di genti qui barrava a passagem di água qui era só o riu das lágrimas qui corria pur dentru da cabeça di Deus e impedia Eli de chorar e ver o qui tava acontecendu qui era a única maneira di justificar o qui tava acontecendu e quem dissi issu foi Lamparoka qui deixou di ser padre quandu viu us mulequinhus qui corriam atrás da genti pedindu pra fazer mágica cu galhu todus ca cabeça separada du corpu.

Eu e Kanica a genti fica aqui agradecendu pelu poucu di farinha qui sobrou e é regra sempri deixar um acordadu pra matar us ratus qui querem pegar nossa farinha, e eu lembru di quandu tive qui empurrar aqueli monti de genti nu riu caudaloso pra chegar pertu du meu pai i abraçar eli i abraçar forti qui era a única coisa qui mi restava fazer naquela noiti escura i meu pai mi amou mais qui todu mundu e muitu mais qui Deus qui só mi deixou farinha.

  • Vinicius Moraes

    Bonito.

  • Vinícius Negrão Lemos Melo

    Muitu bão!!.. Dá dinté lê outras vêiz pra num perde um tiquim qui sêje..

    • http://flashfiction.com.br Santiago Santos

      Valeu, Vini! Entrô nu espíritu mesmu, man :D