[#188.5]

  • 1 de julho de 2014
  • Categoria: FF .5

- Benhê, que cê queria mesmo?
- Nada.
- Para, Amanda. Você queria vir no mercado, eu vim.
- Veio. Mas veio com cara feia. Emburrado eu falei que não precisava.
- Deixa disso, tamos aqui, vamos comprar o que você queria.
- Não quero nada.
- Não acredito que vai fazer isso de novo.
- Fazer o quê?
- Essa besteira. Eu não queria vir mas eu vim. Tô cansado mas vim. Agora não vai comprar o que precisa?
- Passou a vontade.
- Mas que inferno, Amanda. Você é orgulhosa demais. Pra que ser desse jeito?
- Já disse que quero você comigo se quiser fazer as coisas comigo. Se for contrariado prefiro que não venha.
- Não vou discutir isso de novo. Deixa eu te perguntar, a gente vai almoçar na casa do Pedrão?
- Pode ir. É seu amigo. Lá você quer ir, não é que nem aqui agora.
- Como assim, posso ir? Você não vai?
- Tenho compromisso.
- Hoje? Na hora do almoço?
- É.
- Que compromisso?
- Preciso ir no mercado.