Em Busca de Abrigo

Segura a cabeça que lhe entregaram. Alisa o cabelo como quem espreme os dedos diante do pai antes de confessar a irmã com o joelho quebrado no fundo do poço, era brincadeira, ela me empurrou, eu empurrei ela e. Tabefe.

Ergue a cabeça pros homens ao seu redor. Eles espremem os olhos, abrem a boca e se curvam, colando as testas no chão, colando as costelas salteadas uma a uma no chão, enver...

 

Eriatarka

Ninguém veio.

As vozes voltaram a reverberar, agora entrecruzadas, roucas. Eram balidos, latidos. A escuridão e a segurança do submarino se liquefizeram e deram lugar aos contornos cada vez mais aparentes do teto com uma lâmpada oculta por um plástico fosco. Cerpin aos poucos recobrou o controle do pescoço. Piscou, olhando os arredores. Havia ao seu lado um cirurgião com jaleco branco e ...

 

A embriaguez dos faróis

Cerpin andou pelo deserto até chegar na praia. Sentou numa elevação rochosa na orla e enquanto o céu escurecia encarou o horizonte aquoso. Toda vez que fechava os olhos ouvia vozes desconexas discutindo algo de maneira acirrada. Não entendia o que falavam. Caso se concentrasse elas silenciavam, percebiam alguém à espreita tentando desvendar suas maquinações.

Não seria boa ideia passar...

 

« Carregar mais posts