Um memorial de guerra protegido da chuva

Elas surgem furando as nuvens. O céu carregado querendo inocular a terra com gotas pretas viscosas e então os ventres inchados são perfurados pelos narizes de metal, em matilha, planando com delicadeza sobre a cidade, jogando seus raios de luz e laser sobre prédios e ruas.

Quando as naves aparecem eu me escondo atrás das pernas de minha mãe ou meu pai, correndo pela casa pra longe das jan...

 

Um dia terei uma iguana chamada Mário

Canuto abriu o pote de analgésicos e mastigou três, lavando o rosto na pia. No espelho, mexeu num dos dentes inferiores, mole, e tentou puxá-lo. Não queria sair, mas não ia ficar ali por muito tempo. Secou o rosto com cuidado, a toalha vermelha da testa aberta. Pegou água oxigenada e borrifou. Gritou vendo borbulhar o talo, secou de novo, borrifou anti-séptico. Jogou tudo na pia marrom de s...

 

Rawlena s01e01 – Lasanha e gato

Rawlena caminhava com passos curtos pelos corredores residenciais do nível 119. Sabia que abaixo do centésimo não havia equalizador e o ar ficava mais escasso. Guardar o fôlego pro momento certo era muitas vezes a chave em extrações tão abaixo do nível terreno. Quase nunca aceitava trabalhos ali, mas a grana andava curta e podia aproveitar a viagem pra checar o irmão, que vinha caindo des...

 

« Carregar mais posts