Bang bang

  • 17 de novembro de 2014
  • Categoria: Faroeste
O sangue comia a terra, os pedregulhos, o pó. Escorria do peito do sr. Avarrias, homem rico e temido. As pernas formavam um V, o braço direito aberto, o sovaco aninhando o vermelho escuro. Perto dos dedos o cano ainda quente. Costurra segurava a barriga, os dedos molhados. Apontou o revólver para o rosto do homem, cutucou com o pé e viu que estava mesmo morto.

Olhou ao redor. As pessoas che...

 

Johnny e o traidor (3) [#178]

  • 1 de julho de 2014
  • Categoria: Faroeste
Johnny entrou na cadeia e surpreendeu o auxiliar do xerife com uma coronhada. O homem caiu.

Vivo, então, disse uma voz. Johnny olhou pro lado. Apenas duas celas, e em uma delas Conneby, seu antigo chefe, líder do bando de assaltantes com o qual cavalgou por 9 meses antes de ser deixado para morrer. Ele sorria, o dente podre no lado esquerdo em destaque, sentado na cama, as costas na parede....

 

Johnny e a cidade no vale (2) [#177]

  • 1 de julho de 2014
  • Categoria: Faroeste
Johnny sentia as nádegas suadas coladas na sela. O cavalo bufava, sedento, gingando nas quatro patas como uma marionete movida por mãos invisíveis. À tarde alcançaram uma nascente correndo de uma pequena embocadura de pedra e desaparecendo na areia. Cavalo e cavaleiro abaixaram e beberam a água quente e arenosa.

Encheu o cantil, lavou o rosto e seguiu viagem. No fim do dia, quando o sol...

 

« Carregar mais posts