Visão periférica [#99]

  • 30 de junho de 2014
  • Categoria: Sem categoria

- Ergue a cabeça, filho. Não anda olhando pra baixo.
- Por que, pai?
- Tem que olhar pra frente, se não vai trombar com poste, placa, gente.
- Se não olhar pro chão vou tropeçar.
- Você vê o chão olhando pra frente. Visão periférica, é o nome disso.

- Caraca, que peitos.
- Onde?
- A loira que passou ali.
- Pô, como é que cê viu, Marco? Tava olhando pra mim e ela passou lá do outro lado!
- Visão periférica, cara.

- Por que cê tá dando a ré, pai?
- Não viu a placa ali atrás? Tá tendo promoção naquela loja de eletrodomésticos.
- Nossa, a placa tá lá no fim da rua!
- Poisé, vamos ver se a gente acha um microondas novo.

- Nossa. Viu o tamanho da saia daquela morena?
- Aonde, Rose?
- Ali, na calçada.
- Não.
- Para, Marco, não é porque a gente é casado que cê precisa fingir que não vê mulher bonita na rua.
- Qualé, Rose. Cê sabe como eu sou distraído.