Kehk, o regicida [#91]

O rei Rovolod encheu a boca com o conteúdo da caneca e cuspiu tudo fora.

- Mas que desgraça é essa!? Isso não é hidromel de Kôpra!
- É mais do que merece, rei fajuto! Como foi sentir meu mijo roçando sua língua? HAH!

Kehk pulou com as mãos fechadas no peito do guarda mais próximo, arrancando a espada de sua bainha. Norberto, o medroso companheiro do bárbaro, seguiu-o enquanto a espada sibilava e os guardas tombavam feito moscas.

- A porta, Norberto!

Fecharam-na depois que Kehk derrubou os últimos dois homens e rolou seus corpos para fora do caminho. Deitaram a viga de madeira nas travas. Na sala do trono restavam apenas o rei e sua filha mais velha, a princesa Marlia. Os nove cadáveres da guarda formavam uma linha torta e ensanguentada no chão, testamento da força descomunal do bárbaro. A careta contorcida de Rovolod era um alimento doce para Kehk, recém-chegado de uma vida de peregrinação pelos rincões mais distantes do mundo.

- Como é se sentir acuado, Rovolod? Como é saber que poucos momentos o separam do fio da espada no pescoço, do grito mudo da morte? HAH! Como sonhei com este momento!

Em três longas passadas chegou ao trono e separou cabeça e corpo num corte lateral. A princesa gritou. As batidas na porta começaram. O resto da guarda se reunia ali fora.

- Menina. Quando saí de minhas terras você ainda não passava de uma criança de colo. Espero que seja mais esperta que seu pai. Pertenço aos povos bárbaros das florestas. Deixe-os em paz de agora em diante, ou voltarei para visitá-la. Entendido? HAH! Vamos, Norberto.

Da grande janela na torre observaram a imensidão dos campos. Estavam a no mínimo cem metros do solo. Kehk enfiou a espada ensanguentada de lado na tanga e se pendurou no parapeito, procurando apoios para a descida.

- Está louco, Kehk!? Pretende descer até o chão? Essas paredes são mais lisas que um bumbum de neném!
- Ora, e por acaso pretende sair daqui voando, Norberto? Ainda temos muito vinho a beber, mulheres a satisfazer e homens a matar! Engula esse medo e me siga! Rápido! HAH!


*A saga de vingança de Kehk teve início AQUI.