FLASH FICTION

DESTAQUES

 

FLASH FICTION

DROPS RECENTES

Das parcerias que nascem desfeitas

O fim: Souza achou que não faria a menor diferença, não pra Melanie. Estavam juntos há coisa de um ano, ela e o grupo, e eles dois há uns três meses. Mas em outro nível. Da cama pras reuniões pra cama pros assaltos pros bancos traseiros pros bares pros banheiros imundos com as portas de trinco quebrado.

O começo: ele foi o típico cara certo no lugar certo na hora certa.

Cara certo:...

Do caroço dissolvido no fundo do estômago

Nos intervalos do soluço das noites frescas, que se instaurava com os dentes pretos na janela furadinha do quarto tocando dança no trilho, eu ouvia. A voz saindo da boca dela. No chão de piso retangular, ao pé da cama, Frida. Ela se enroscava, já tinha um buraco perfeito no ponto em que a coxa conectava com o quadril. Enrodilhada em sua coluna privada, o plástico prateado do coliseu da dona,...

Dos buracos da estrada de chão

O filho no carro. A cabeça no colo do pai. A cabeça do pai virada pra janela, pra fora, o chão atapetado de grama até a árvore, pouco visível, só o farol do carro iluminando a estrada. O tronco grosso, os dois homens de terno e chapéu, e entre os pontapés e bicudas, no chão, outro homem, resfolegando, cuspindo.

A cabeça do filho mexe. O pai faz cafuné. Um dos homens de chapéu se ap...

FLASH FICTION

SOBRE

Ficção em drops | fareloescrita | nanoprosa
De conversas de boteco a universos paralelos, de casos indecifráveis à análise do sorriso de um dragão banguela, cada drop do FLASH FICTION é uma viagem ficcional única e radioativa, digerível em um minuto ou dois, sem contraindicação.
Novas publicações toda quarta-feira.

SANTIAGO SANTOS [1987] é escritor, tradutor do inglês, preparador de originais, jornalista e tereréficionado. Nasceu em Blumenau mas mora em Cuiabá desde moleque, desenvolvendo constantes táticas pra fugir do sol e do mormaço. Publica drops na internet desde 2013 e lançou seu primeiro livro em 2016, Na Eternidade Sempre é Domingo, uma aventura pé na estrada carregada da história e da mitologia dos Incas. Já publicou ficção em antologias, blogs e revistas. É um dos editores da encruzilhada literária virtual Ruído Manifesto, onde ocasionalmente resenha livros na coluna CATAPLAU. Algazarra, sua primeira coletânea de drops, sairá em 2018 pela editora Patuá. [Foto: Fred Gustavos]