FLASH FICTION

DESTAQUES

 

FLASH FICTION

DROPS RECENTES

De Quem Canta Sem Voz

Garroada. Que Marinho ameaçava toda vez que encaçupava uns cinco dedos de uísque, ou uns cinco dedos da marvada, que não era sempre que o peso daquele se agarrava às costuras do bolso.

Em verdade, bem queria Lucinha que Marinho continuasse encaçupando, e queria mesmo o demônio encaçupado até que cólera transbordasse. Que garroada seria atestado de tentatudo até as últimas forças, d...

Do Que Esquecem No Carro

Mariana tava no sofá cochilando, o filme ligado. Catei os sacos de salgadinho e as latas de refrigerante, joguei no lixo e saí pra fumar na escadaria do condomínio. Um carro chegou, casal de idosos que eu conhecia de vista. Acenei, acenaram de volta. Acendi um cigarro e sacudi o maço. Mais três. O exato pingado do dia seguinte; um antes do trabalho, um no almoço, um entre a janta e a viagem ...

Ilhas Sobrevoam a Terra Ratchada

Viu dois moleques parados na beira do rio, na entrada pro Bosque da Saúde. Remou, uma remada aqui, outra ali, mais outra, até lá. O que vão querer?, disse, sentindo o choque da ponta do bote com a terra. Os moleques tinham capas de caderno penduradas com arame na cintura. Eles ofereceram quatro mangas, uma delas amassada. Olhou pro fundo do bote. Pegou um antebraço com a mão inteira, todos o...

FLASH FICTION

SOBRE

O FLASH FICTION é um projeto de drops literários nascido no Facebook em abril de 2013. De conversas de boteco a universos paralelos, de casos indecifráveis à análise do sorriso de um dragão banguela, cada drop é uma viagem ficcional única e radioativa, digerível em um minuto ou quase isso, sem contraindicação. Novas publicações toda quarta-feira.

SANTIAGO SANTOS é escritor, tereréficionado, tradutor e jornalista. Atualmente reside em Cuiabá – MT, onde já se aventurou pelo mercado independente dos contos ilustrados e blogs empoeirados. Publicou seu primeiro livro em 2016, Na Eternidade Sempre é Domingo, uma aventura pé na estrada carregada da história e da mitologia dos Incas.