Do caroço dissolvido no fundo do estômago

Nos intervalos do soluço da noite, que se instaurava com os dentes pretos na janela furadinha do quarto tocando dança no trilho, em noites frescas que dispensavam o ar condicionado, eu ouvia. A voz saindo da boca dela. No chão de piso retangular, no pé da cama, Frida. Ela se enroscava, já tinha um buraco perfeito no ponto em que a coxa conectava com o quadril. Enrodilhada em sua coluna privad...

 

Dos buracos da estrada de chão

O filho no carro. A cabeça no colo do pai. A cabeça do pai virada pra janela, pra fora, o chão atapetado de grama até a árvore, pouco visível, só o farol do carro iluminando a estrada. O tronco grosso, os dois homens de terno e chapéu, e entre os pontapés e bicudas, no chão, outro homem, resfolegando, cuspindo.

A cabeça do filho mexe. O pai faz cafuné. Um dos homens de chapéu se ap...

 

Dos cadarços desamarrados

Ajudo a segurar o Valmar pelos pés, enquanto Morro segura os braços e o genro do Morro enfia uma pinça enorme de ferro na barriga dele, cavucando pra pegar a bala. Os gritos são abafados pelo pano enfiado na boca do coitado, branco de tanto perder sangue, suando frio, o cabelo encharcado. Fora, os homens andam de um lado pro outro da rua, porque sabem que estamos escondidos em uma das casas. S...

 

« Carregar mais postsPosts mais recentes »